7 benefícios de fazer um upgrade de disco rígido HD para SSD

11.2.2019

Fazer um upgrade de um disco rígido HD para um SSD (disco de estado sólido), deixou de ser um upgrade de entusiastas, que estavam dispostos a gastar muito dinheiro para montar um super computador e se tornou uma solução acessível nos dias de hoje. Um dos principais "gargalos" dos computadores ainda está na leitura e escrita em discos de armazenamento, não adianta nada ter muita memória RAM ou cache no processador se na hora que é necessário recuperar ou salvar a informação tudo fica lento!

 

1. Velocidade

 

De qualquer forma, essa lentidão está sendo superada aos poucos com o uso de memórias SSD. Desde o início de sua utilização, o SSD tem evoluído muito em termos de velocidade, passando do SATA para o PCI Express e espera-se que no futuro as velocidades possam atingir até 32 GB/s com o PCI-Express 4.0.

 

Se a agilidade do computador é algo que vai facilitar o seu trabalho, não há dúvidas de que trocar de HD para um SSD te ajudará bastante, ainda mais se for editar fotos e vídeos em programas mais pesados. Todavia, a velocidade não é o único benefício de um upgrade de SSD, confira...

 

2. Longevidade do SSD

 

A própria natureza dos SSDs faz com que ele dure muito mais do que HDs comuns, pois eles não possuem partes móveis. Isso significa um desgaste menor ao longo do tempo e consequentemente menos defeitos. 

 

3. Perda de dados

 

Supondo que haja um blackout ou uma falha no fornecimento de energia por qualquer motivo, o SSD se sairá melhor do que um HD comum, graças aos capacitores internos que permite a escrita de dados por um certo período de tempo, muitas vezes, necessário para a escrita completa dos dados.

 

Em condições de desligamento normal do sistema, o SSD recebe um comando (Standby Immediate Command) do driver ATA do host alertando o SSD que o sistema está sendo desligado e o SSD se prepara para a remoção da energia. Em um desligamento normal do sistema, o SSD tem tempo suficiente para fazer fluir seus buffers do cache e atualizar suas tabelas de mapeamento.

 

Um SSD bem projetado empregará um design baseado em hardware com capacitores de energia hold-up (tempo de sustentação da tensão de saída) on-board e/ou uma implementação do firmware Pfail (circuito de detecção de queda de energia) onde importantes informações de metadados são gravadas na memória Flash para assegurar a recuperação do SSD na próxima inicialização.

 

4. Resistência mecânica

 

Os discos rígidos não estão preparado para funcionar com muita trepidação pela própria natureza mecânica da tecnologia. Como os discos giram a 5400 RPM ou 7200 RPM, há um perigo inerente em utilizá-lo em movimento e causar travamento ou perda de dados de leitura ou escrita. Com SSDs essas situações não ocorrem e como já falamos eles não acumulam desgastes com o tempo. SSDs funcionam muito bem com ou sem trepidações.

 

5. Consumo de energia

 

Um SSD consome cerca de 0,05 watts a 1,3 watts, o que se traduz em alguns minutos extras de bateria, dependendo da configuração, além de significar uma economia de luz no longo prazo. 

 

6. Dissipação de calor

 

Os SSDs apresentam menor dissipação de calor e permanecem relativamente frios mesmo sob uso intenso.

 

7. Ruído

 

Os SSDs também não geram ruído. Já com discos rígidos (HDs) quando há leitura ou escrita intensa  é possível escutar o disco em funcionamento. 


 

Filtrar Tags:

Please reload

Please reload

Apple Certified Technical Assistance

Serviços Certificados em reparos Apple

Excelência e Qualidade é na iGO Solution!

Motorola | Samsung | Sony | LG

Atendimento de qualidade, serviço rápido e satisfação garantida, atendemos também outras marcas (sob consulta)

Central de Atendimento


Shopping 5a Avenida

Rua Alagoas 1314, loja 21A , Belo Horizonte, Minas Gerais

atendimento@igosolution.com.br

Tel.: (31) 3018-0055